Plataformas Blog: Comparação Entre Movable Type e WordPress

Um teste com duas populares plataformas de blogging

Qual é a melhor plataforma de blogging atualmente disponível? Comparei as duas CMS mais difusas do momento, Movable Type e WordPress, e verifiquei vantagens e desvantagens dos dois sistemas.

movabletype.jpg
Photo Credit: Plasticmind (Flickr)

Instalação do CMS

WordPress 2.5

Baixei o installer de aproximadamente 1Mb e o descompactei na web root do blog (tar -xzvf <nomearquivo>.tar.gz). A instalação do WordPress requer a criação manual do DB e do usuário, e a inserção manual dos dados de conexão no interno do arquivo wp-config.php (copiado do original wp-config-sample.php).

Depois de carregar o wp-config.php no servidor se abre http://example.com/wp-admin/install.php (a URL depende do percurso da pasta de instalação) e depois de criar as tabelas e a conta do administrador ele estará pronto para operar.

Movable Type 4.1

O installer .tar.gz do MT4 é mais pesado, cerca de 4.1Mb. A pasta de instalação deve ser descompactada em cgi-bin (o MT é escrito em Perl e em muitos servidores não funcionaria, exceto usando cgi-bin). Sucessivamente deve-se extrair a pasta wp-static da pasta de instalação e salvá-la em qualquer lugar na web-root do blog tornando-a escrevível. Após isso, deve-se carregar a página mt-wizard.pl e depois de inserir os dados requisitados a instalação será finalizada.

Diferenças técnicas

1. MT é escrito em Perl, WP em php

2. WordPress deve necessariamente ser instalado no interno do blog, Movable Type não: ele pode rodar mesmo fora

3. WorPress requer a criação de um DB para cada blog, enquanto o MT permite memorizar os dados de todos os blogs dentro de um único DB

Experiência como administrador

Basta dar uma olhada rápida no painel de controle para perceber imediatamente uma outra diferença fundamental: o Movable Type permite gerir mais de um blog com uma única instalação, o WordPress não. Com o WP, se se deseja gerir mais blogs é necessário fazer instalações múltiplas (portanto, mais painéis de controle) e criar novos DB.

Outro ponto de distinção: a geração das páginas. O MT dá a possibilidade de escolher gerar estaticamente em .html ou não todas as páginas, enquanto o WordPress as gera num instante, quando são lidas, pesando, portanto, no intérprete php e no MySQL. Isso pode constituir um ponto a favor do MT pelos seguintes motivos:

  • tráfego sobrecarrega o servidor em medida muito menor (o intéprete php não é usado para visualizar as páginas)
  • não existem mais problemas de erros MySQL como, por exemplo, o famigerado “Too many connections”
  • site é completamente separado da gestão, portanto, é possível arquivá-lo e restaurá-lo
  • se o MySQL pára ou verifica-se problemas na configuração do CMS o blog continua a funcionar

Experiência como usuário

Até aqui a balança parece pender decididamente para o lado do Movable Type, mas para um simples usuário a escassez de plug-ins para o MT4 e a total falta de templates gráficos podem reverter a situação.

Embora o MT seja um ótimo CMS, ele sofre uma carência de plugins e de estilos gráficos por causa da perda de compatibilidade com as versões precedentes, e não parece que seja de interesse da comunidade de desenvolvedores recriar aquela riqueza de soluções e aplicativos que foram perdidas com a versão 4. O Design Assistant desenvolvido por SixApart para ajudar os usuários a personalizar o layout oficial é significativo.

Ao contrário, no WordPress se pode contar com uma variedade de plugins, aplicativos e layouts impressionantes.

Melhor Movable Type ou WordPress?

Eu tendo decididamente ao primeiro porque me permite gerir muitos blogs com uma única instalação e sobretudo porque gera estaticamente todo o site.

Há tempos atrás eu me estressei várias vezes por causa de bots pouco… educados que carregavam dezenas de páginas em um segundo causando tempos de carregamento infinitos, isso quando não causava o bloqueio mesmo do MyQSL. Nessas condições o MT seria capaz de superar os períodos de overload muito melhor do que seu antagonista.

É óbvio que um simples usuário não tem esses problemas, portanto, ele poderia tender facilmente ao WordPress que lhe garante simplicidade de gestão análoga mas, uma enorme variedade de instrumentos, plug-ins e aplicativos.

Comments

comments