O Guia Galático Ikaro Para Bloggers

E se a Terra explodisse? Simples, poste a notícia no seu blog

Parafraseando o título de um filme baseado em um livro de Douglas Adams (The Hitchhiker’s Guide to the Galaxy), entre o sério e o menos sério, decidi, de maneira arriscada e descarada, escrever… o “Guia Galático Ikaro Para Bloggers”! A primeira regra é a mais importante e fechará o elenco. Portanto, vamos partir da segunda.

livro-velho.jpg

2. Não é você que escolhe o assunto, é o assunto que lhe escolhe!

O assunto do blog é o tijolo fundamental do qual iniciar, e não é você que escolhe o assunto. Mesmo que você não saiba, o assunto já lhe escolheu! Feche os olhos, relaxe em um sofá e, pensando na noite passada com os amigos e a família, responda a estas perguntas:

  • Sobre o que você fala quando seus amigos começam a fugir aterrorizados?
  • Quais são os assuntos que você sugere sempre e que provocam claustrofobia, irritação da epiderme e derretimento dos órgãos internos das pessoas que você tem por perto?
  • Quando durante uma discussão alguém de repente se lembra de ter deixado o gás aberto, ou de ter esquecido de dar comida ao cachorro?
  • Do que você falava na última vez que um amigo seu se enforcou com a gravata no banheiro do bar no qual vocês estavam?

As respostas a estas 4 perguntas fornecerão o assunto pelo qual você foi destinado a escrever!

3. Disseque o assunto

Bem, o primeiro (ou segundo) passo era mais difícil, mas se você está aqui é sinal de que o superou. Agora, pegue algumas folhas de papel e escreva, uma em cada linha, as palavras que melhor representam os assuntos com os quais você atormenta o gênero humano. Em poucas palavras, elenque as chaves que representam instrumentos, conceitos, pessoas ou outras coisas ligadas ao assunto identificado. Sei que é difícil, mas tente escrever pelo menos 30.

4. Faça o seu manuscrito sacro, guarde-o a sete chaves e atualize-o com o passar dos anos

Agora, reescreva as chaves agrupando-as por correlação. Use uma folha diferente para cada tipo de correlação e, em cada uma delas, escreva as chaves mais correlatas dentre elas. Assim você terá X folhas que subdividem em X grupos as Y chaves totais escritas anteriormente. Não pergunte por que, chegaremos lá logo, logo (no ponto 5). Adicione mais chaves no decorrer do tempo, se necessário. Esta operação é fundamental.

5. E agora, o que eu faço, o que escrevo, como escrevo, onde escrevo? No panic!

Na internet você encontrará um monte de instrumentos prontos, gratuitos e eficazes para fazer quase tudo. Vamos começar com um CMS (Content Management System), ou seja, o software que lhe dará voz no ciberespaço. As plataformas blog são numerosas, mas para começar oriente-se em uma destas:

São todas gratuitas e não requerem nenhum conhecimento técnico. Eu me orientei sobre o primeiro. Ele possui uma enorme eficácia nos motores de busca e tem uma grande quantidade de plug ins para aumentar as suas funcionalidades.

6. Assuma uma postura reflexiva e expressão misteriosa

Parabéns! Você passou ao estágio sucessivo!

A partir deste momento você não é mais um “enche saco”, você se tornou um blogger! Um wired! Um Citizen Journalist!

Sim, eu sei, não me pergunte por que, mas quando você atormentava seus amigos você era somente um “enche saco” e agora que atormenta o mundo com as mesmas coisas você é um blogger. Eu também procurei uma resposta, mas ainda não a encontrei. Saiba, porém, que deste momento em diante seus amigos não fugirão mais, mas falarão de você como um amigo que entende de internet. Isso dá uma satisfação, sabe…?!

Agora, pegue novamente aquelas folhas em que você agrupou as chaves de assuntos do seu blog e comece a escrever um artigo para cada chave.

Escreva, pelo menos, dois artigos por semana tomando o cuidado de linkar através de palavras no interno do texto os posts sobre as chaves da mesma folha (quando possível, e sem exagerar).

Quase me esqueci. Aquelas folhas são as seções (categorias) do seu blog. Reagrupe os posts naquele modo.

7. Monetize o tráfego

Eis-nos aqui, na parte mais sensível. Colha o fruto dos seus próprios esforços. Depois de ter publicado, pelo menos, uns 30 artigos escolha um programa de afiliação que permita ganhar com o tráfego do seu blog. Mas, evite absolutamente:

  • Banners
  • Blocos gráficos
  • Anúncios não contextuais

O único tipo de programa em qual você deve focalizar é o de anúncios contextuais, ou seja, que chamam automaticamente patrocinadores correlacionados ao assunto sobre o qual você está falando. Eis alguns dos melhores:

  • Google AdSense: mostra anúncios contextuais. Use somente texto, não use imagens.
  • UOL Afiliados: não é eficiente como o Adsense, mas é recomendável. Aqui paga-se por clique e existem formas de customizar as propagandas.
  • Hot Words: tem preço fixo por link independente do anunciante.
  • Submarino: paga comissões que variam de 2 a 8% sobre o valor da venda.

8. Atormente o mundo, mas com juízo

Cada vez que escrever um novo artigo divulgue-o para todo o mundo. Existem inúmeras redes sociais que permitem divulgar seu próprio conteúdo na internet. Porém, faça-o com consciência e juízo, evite postar news ou informações onde podem não ser interessantes. Evite, além disso, acordar um dia e indicar dezenas de links todos juntos porque não quis fazê-lo ao passo que os escrevia; corre-se o risco de ser banido do site por isso (aconteceu comigo no Digg).

9. A lei da relatividade aplicada ao blog

Se eu lhe dissesse para abrir um jornal porque depois de um mês você teria milhares de visitantes, você acreditaria? Obviamente, não. E por que deveria ser diferente com um blog? Para ter uma avaliação válida de todo o seu trabalho você deve ter, pelo menos, 100/150 artigos que, aproximadamente, correspondem a um ano de trabalho. Depende de você. Quantos artigos você escreve por semana?

Evite, além disso, todas as psicopatologias de blogger aqui elencadas.

10. Da fuga dos amigos à sua fuga

Agora é hora de ter uma satisfação. Uma outra misteriosa característica do blogger é ser improvisadamente considerado, não se sabe bem porque, um expert em informática. Não ligue, não se pergunte por que, saiba
somente que será assim. Depois de anos de opressão e humilhação sofrida dos amigos você será atacado de perguntas sobre barulhinhos que saem da impressora ou sobre o computador que, misteriosamente, perde todos os emails.

É o momento de se vingar: cada vez que você sair com eles vista esta camiseta!

11. O nível de influência que a ambição tiver sobre as suas ações e decisões será inversamente proporcional aos seus ganhos futuros

O retorno econômico de qualquer atividade, profissional ou não, é só uma consequência da qualidade do trabalho e da paixão nela investida.

Quem abre um blog ou um site para fazer dinheiro, muito provavelmente não o fará. Quem trabalha por paixão em qualquer coisa de próprio interesse tem enormes probabilidades de se surpreender (positivamente). A menos que você seja muito sortudo e se torne logo de cara como eles.

E agora, por último, a regra número 1 do “Guia Galático Ikaro Para Bloggers”.

1. O que fazer se a Terra explodir

Poste a notícia no seu blog.

Comments

comments