Liberdade Digital: A Europa Está Quase Entregando a Internet às Telecoms

Internet como TV a cabo? Imagine se a Internet fosse como Sky, ou se ela fosse dividida em pacotes onde cada um tivesse apenas uma parte dos sites onde se pode navegar, ou dos serviços que se pode utilizar.

E como nas TVs por assinatura nada mais seria livre, porque seriam as empresas a determinar o que você pode ver, o que pode fazer e a que preço.

Estão tentando de novo, fazendo-o passar como um serviço aos consumidores.

Não se cansam nunca. Estão sempre grudados ao nosso pescoço, sútis, perigosos, perversos, insistentes, frios como os répteis.

blackout-europe

Blackout Europe

Trago alguns trechos importantes do blackouteurope:

Todas as pessoas que possuem um site na Internet têm interesse em defender a livre utilização da Internet… assim todos os que usam o Google ou o Skype… todos os que exprimem livremente as suas opiniões, bem como quem realiza pesquisas de qualquer tipo, sobre saúde ou por motivos de estudo, para comprar on-line… para fazer novos amigos… ouvir música… assistir vídeo…

….

A Internet que nós conhecemos está correndo risco por causa de uma proposta legislativa que o Parlamento Europeu votará no final de abril. Nos termos da nova proposta de lei,  os provedores serão legalmente autorizados a limitar o número de sites que você poderá ver, e a dizer se será permitido ou não utilizar determinados serviços. Esta será apresentada como “uma nova opção para o consumidor” dentre as quais as pessoas poderão escolher. Serão oferecidos aos consumidores pacotes semelhantes aos de televisão por assinatura dentre os quais estes deverão escolher, cada provedor poderá oferecer um número limitado de opções ao qual você poderá acessar.

….

A desculpa é a de controlar o fluxo de música, de filme e de material para entretenimento que é livremente compartilhado através da pirataria e do download grátis, usando, por exemplo, o P2P file-sharing. Em todo caso, as verdadeiras vítimas deste plano serão todas as pessoas que utilizam a internet e o acesso democrático e independente às informações, à cultura e aos benefícios que a rede oferece.

Pense em como você usa a Internet! O que aconteceria se o livre acesso à web não existisse mais?

Tente apenas pensar – como funciona o seu endereço na internet agora? Somente se as pessoas tiverem o seu endereço nos seus “pacotes” web à disposição elas poderão encontrá-lo!

Isto significa que não poderão comprar, reservar, ou se registrar no seu site, nem sequer poderão ver que você está na web. A sua empresa já não poderá mais encontrar fornecedores de nicho e comparar preços. Sim, a Amazon e uma minoria selecionada ficarão no seu lugar, serão os “escolhidos” do pacote. A sua publicidade no Google ou em qualquer outro site perderá incrivelmente a eficácia. O Skype poderá ser bloqueado. Na Alemanha já o fizeram (o seu uso pelo celular). Pequenas empresas poderiam literalmente desaparecer, especialmente os profissionais liberais, os especialistas de alguns setores, os operadores de nicho e de artesanato.

Isto está acontecendo porque os grandes impérios das mídias estão lutando contra a Internet, estão tentando de novo!

Em todo caso, na realidade, o que estão escondendo das pessoas é que o pacote mudará profundamente toda a Web no futuro! O texto relativo aos seus direitos de acessar e distribuir conteúdos, serviços e aplicações foi eliminado. E o texto que está substituindo-o diz que o provedor deverá informá-lo sobre as limitações ou restrições que serão aplicadas à sua conexão. Versões alternativas da lei falam de “condições” – e foi proposto que você seja informado sobre as condições de utilização da web.

Isto é afirmado de modo que soe bem – é apresentado para dar a idéia de transparência – mas, na verdade, pensando mais atentamente, isso significa que o seu provedor terá direito legal de escolher quais restrições impor ao seu acesso e em que condições, caso contrário, por que seria preciso informá-lo? Se as emendas ao “Pacote Telecom” forem votadas a alteração será irreversível.

Penso esteja claro, aqui você pode ler o texto integral.

Como agir

Para quem pertence à União Européia:

  • Escrever aos parlamentares
  • Mudar o seu avatar em forma de protesto

Comments

comments