Como Formatar o Seu Hard Disk de Forma Simples e Prática – Parte 1

O grande medo da maioria das pessoas que depende do computador para trabalhar e até daqueles que utilizam o computador para se divertir é a temida formatação.

Muita gente sente um arrepio na espinha só de ouvir (ou ler) essa palavra. Mas o que pouca gente sabe e que poderia evitar muita dor de cabeça é que formatar o computador faz parte da manutenção do mesmo e ajuda na conservação e em ter sempre o melhor desempenho.

Hard disk

Photo credit: Wikipedia PT

Para quem não faz ideia do que estou falando, formatar o computador nada mais é que limpar os dados que você tem guardados no seu HD (Hard Disk ou disco rígido) que é a memória onde são armazenados os dados que precisam estar no computador. Por exemplo, o sistema operacional.

Só para registro (uma vez que existem várias versões de sistema operacional): Windows 95, 98, XP e por aí vai.

Tem o Linux também (eu sei) que é bem mais complexo que o termo sistema operacional propriamente dito (também sei disso, mas isso é assunto para outro artigo), mas uma vez que a maioria esmagadora dos usuários iniciantes utiliza computadores comprados nas famosas “promoções” das grandes lojas de eletrodomésticos e coisas do tipo, o sistema escolhido para ilustrar essa série de tutorias foi o Windows XP (na minha humilde opinião, ainda o melhor).

Então você já sabe, quando ouvir falar em formatar o computador, na verdade está se falando em apagar os dados do HD.

Agora, antes de pensar na formatação propriamente dita, devemos ter alguns cuidados que são básicos e que evitam aborrecimentos. Vamos ver quais são eles:

1. A formatação é mesmo necessária?

Como eu disse, formatar o computador faz parte da manutenção do mesmo e ajuda na conservação. Garanto que é um procedimento relativamente simples, mas apesar disso, não é para ser feito sempre que tiver algum problema.

Portanto, antes de pensar em formatar seu computador, pense bem se isso é mesmo necessário ou se existem alternativas, como programas de limpeza por exemplo.

2. Salvar arquivos importantes em lugares diferentes.

Sei que parece exagero, mas o seguro morreu de velho, como diz o ditado. Eu sempre gosto de salvar meus dados em um HD externo ou mesmo em uma partição que não vai ser formatada (você vai entender o que eu estou falando nos próximos textos) e em um CD.

Aí é com você, mas entenda uma coisa: uma vez formatado o computador, você perderá todos os dados, então, salve tudo o que for importante. Aliás, ter um backup constante dos seus dados é algo fundamental e ainda vamos falar mais sobre isso.

Se você não tem muita ideia do que é ou não acha importante, talvez não devesse nem estar pensando em formatar seu computador, mas o máximo que posso fazer agora é lhe dar algumas dicas sobre o que fazer e principalmente o que salvar.

Principais dados:

– Pasta Minhas Imagens ou onde quer que você guarde suas imagens.
Se você trabalha com edição de imagens ou é como eu, um viciado em imagens, salve a pasta onde guarda as mesmas.

Arquivos de programas ou uma pasta onde você guarda os programas que tem no seu computador.
Na verdade basta guardar os instaladores dos programas para reinstalá-los depois.

Enfim, deu para pegar o espírito da coisa, né?

Salve tudo o que for importante para você!

Fazendo assim, você deixa o computador pronto para começar a formatação, certo?

Errado!

Falta salvar algo tão ou mais importante que os seus dados e programas que você tem instalados no seu computador. Os seus drivers!

Não sabe o que é um driver ou para que serve?

Não perca o próximo artigo da série!

Comments

comments