iPhone: Um Gadget Além da Mediocridade!

Ainda ouço dizer que o iPhone é um absurdo de caro por não ser um “smart”phone. Eu discordo em parte, ou seja, realmente é um produto caro, mas na verdade o iPhone é um excelente gadget e totalmente smart, acredito até que nenhum outro é tão smart quanto ao iPhone da minha maçã predileta.

Calma gente, explico: para um dispositivo que não aderiu à tecnologia Java já está chegando à incrivel marca dos 1.7 bilhões de downloads (aplicativos na App Store), agora imagine se aceitasse Java como seria… Este é um produto que surpreende até mesmo os adeptos desta tecnologia, ou seja, é de se tirar o chapéu para a Apple em especial ao seu CEO Steve Jobs que pensa em tudo.

Mas você deve estar se perguntando, por que um gadget além da mediocridade? Simples, é porque ele foi desenvolvido pensando não apenas em seu próprio umbigo, ou não.

O que quero dizer na verdade é que este bichinho, que dentro em breve será meu bichinho de estimação, foi projetado para lhe proporcionar mobilidade, diversão, entretenimento e renda.

Renda, como assim? “Agora o editor ficou louco!” Não, “eu sou normal”, este aparelhinho só dá é gasto, não seja medíocre, pense diferente.

O iPhone movimenta a economia global, é muito simples se você pensar que tem muita gente ganhando dinheiro e status com o iPhone, você vai concordar comigo. Isto porque quando o tio Steve criou este gadget, ele pensou que muitos outros fabricantes poderiam criar muitos outros produtos para o seu produto, o iPhone.

São uma infinidade de acessórios desenvolvidos para o iPhone e outros produtos da Apple. São tantos que só vou mencionar alguns: capas (rígidas, acrílicas e siliconadas), adesivos, docks (acessório com conexão USB para recarregar a bateria e lhe proporcionar um melhor e maior volme ao ouvir seus vídeos e músicas do iPhone), entre outros acessórios desenvolvidos por terceiros que lhe proporciona usabilidade e acessibilidade.

Infelizmente e não somente aqui no Brasil, o preço do iPhone ainda está muito elevado, isto porque quando o produto vai para outro país, além das taxas (impostos, imposto pelo governo), existe também a ganância dos empresários que elevam o preço para um ganho acima do que é justo.

Acredito ainda que se o governo criasse um incentivo, não somente os empresários ganhariam mas todos nós, isto porque aumentaria o volume de vendas (cosumo), ou seja, estimularia a economia.

“E por hora é só p…p…p…p…pessoal”

Comments

comments