Blog: Melhores Serviços de Formulário de Contato

FormularioContato

Imagem: ivan petrov

Não importa se você é um blogueiro novato ou se já tem tempo de estrada, uma hora ou outra você vai precisar de um formulário de contato. Seja para o seu blog ou para um outro propósito qualquer.

Aí você pode me dizer: eu uso WordPress.org e tenho um plugin que faz isso por mim, não preciso me preocupar.

Eu te respondo: Nunca se sabe o dia de amanhã!

Hoje pode ser que não mas, amanhã você pode precisar e não poder contar com a facilidade do plugin para WordPress. Não importando se é porque o projeto ainda é pequeno ou só um teste que precisa de uma forma do leitor entrar em contato com você, ou se é do seu desejo começar um projeto no Blogger, por exemplo.

Acredito que consegui explicar o meu ponto de vista não é mesmo? Enfim…

Vamos conferir uma lista de serviços que oferecem formulários de contato gratuitos para blogs e sites:

  1. Kontactr – Um formulário de contato relativamente básico, mas que funciona direitinho. Talvez o único problema seja a confirmação de palavras que falha uma vez ou outra (bug que precisa ser corrigido para se dizer que o serviço é perfeito).
  2. Contact Widget (Beta) – Um outro serviço bem simples, porém funcional. Assim como o Kontactr pode ser inserido no Blogger/blogspot sem problemas. Aliás, funciona muito bem para isso.
  3. Bravenet – O site bravinet oferece vários serviços on-line, entre eles o formulário de contato para blogs/sites. Não sei se é o caso quando falamos de um blog pessoal, mas se precisa de um formulário mais completo, esse é o seu.

E para fechar, já que falei tanto do plugin para o formulário de contato no WordPress, aí vai uma dica para quem quer um formulário de contato e utiliza WordPress como plataforma:

No blog PedroMenezes.com você encontra uma versão traduzida do plugin WordPress Contact Form de Douglass Karr.

Vá até o blog do Pedro e baixe o plugin. Lá você encontra também uma explicação de como instalá-lo.

Bem, é isso! Opções não faltam e acredito que acabaram as desculpas, certo?

Comments

comments