Linux: Alternativa Gratuita ao Windows

Se você começou a acessar a internet faz pouco tempo ou mesmo para quem já tem certo tempo de estrada, já pode até ter ouvido falar em Linux, mas provavelmente não sabe muito bem o que isso significa certo?

Tux Linux

Pois bem, antes de mais nada, vamos ver uma definição da Wikipédia:

Linux é o termo geralmente usado para designar qualquer sistema operativo ou sistema operacional que utilize o núcleo Linux. Foi desenvolvido pelo finlandês Linus Torvalds, inspirado no sistema Minix. O seu código fonte está disponível sob licença GPL para qualquer pessoa que utilizar, estudar, modificar e distribuir de acordo com os termos da licença.

Para entender melhor, basta saber que o Linux é ao mesmo tempo um Kernel (um núcleo) e o sistema operacional que roda sobre esse núcleo. Tudo vai depender do contexto em que você encontrar a referência.

O Kernel Linux foi criado em 1991 por Linus Torvalds, na época um estudante finlandês. Hoje, o Kernel Linux é mantido por uma comunidade mundial de desenvolvedores incluindo programadores individuais e empresas como a HP, a IBM e a Hitachi, por exemplo.

Mas, tudo cordenado ainda por seu criador, Linus, que hoje em dia é um desenvolvedor conhecido mundialmente.

Qual é mesmo o nome correto?

A Free Software Foundation advoga que o sistema formado pelo Kernel Linux e os aplicativos e utilitários que também incluem os desenvolvidos pelo projeto GNU deve ser chamado de GNU/Linux e não simplesmente Linux.

Para deixar as coisas mais complicadas, o criador do Kernel Linux, Linus Torvalds (em uma posição muito digna) diz que não seria justo dar todo o crédito para uma contribuição secundária que é o Linux (sistema) enquanto se omite a contribuição principal (GNU).

O grande problema, segundo o próprio Linus é que se fosse dar os créditos em forma de nome para todos os que participaram direta ou indiretamente do projeto, teríamos um nome do tipo: GNU/X11/Apache/Linux/TeX/Perl/Python/FreeCiv. O que é simplesmente impossível na prática.

Compatibilidade

Apesar de ser mais conhecido como um sistema operacional para o ambiente PC desktop, o sistema operacional Linux funciona em dezenas de outras plataformas, desde relógios de pulso até supercomputadores.

O Núcleo

O Kernel Linux que foi desenvolvido incialmente como um hobby por Linus Torvalds na tentativa de desenvolver seu próprio sistema operacional que rodasse nos processadores Intel da época e lançado oficialmente em 1991 como já vimos antes.

Hoje em dia, o Linux é um Kernel híbrido monolítico. rivers de dispositivo e extensões do kernel tipicamente rodam com acesso total ao hardware, embora alguns rodem em espaço de usuário.

Ao contrário dos kernels monolíticos padrão, os drivers de dispositivo são facilmente configurados como módulos, e carregados e descarregados enquanto o sistema está rodando.

Também ao contrário de kernels monolíticos padrão, drivers de dispositivo podem ser pré-inseridos sob certas condições. Essa última característica foi adicionada para corrigir o acesso a interrupções de hardware, e para melhorar o suporte a multiprocessamento simétrico.

Apesar de seu criador, Linus Torvalds não ter começado o projeto do Linux como um sistema portátil, foi nesse sentido que ele evoluiu. E hoje em dia o Kernel Linux é um dos mais portados em todo o mundo, rodando desde pequenos computadores de bolso até grandes mainframes.

Kurumin

O Kurumin Linux foi uma distribuição Linux baseada no Knoppix e que mantém o mesmo sistema de detecção de hardware desta distribuição.

Porém, seu criador Carlos E. Morimoto, projetou o Kurumin para que fosse bem mais compacto e voltado para usuários iniciantes.

Destinado para desktops, o Kurumim tem tudo o que um sistema operacional precisa, com a vantagem de ser bem mais leve e rápido. Com ele você pode sem problemas assistir filmes, jogar, acessar a internet e realizar todo o tipo de tarefa que os outros sistemas realizam, sem problemas.

Além disso, a sua grande vantagem é o fato de rodar direto do CD, sem precisar de instalação. Vale conferir!

É isso, espero que agora você não tenha mais dúvidas sobre o Linux ou o que é o Kurumin.

Faça bom uso!

Informações: BR-Linux.org

Comments

comments