Marketing Online: Como as Redes Sociais Estão Mudando os Blogs

O impacto que as redes sociais estão causando sobre os blogs fez com que se afirmasse muito cedo que os blogs morreram.

Percebi que, na realidade, não só não morreram, mas estão evoluindo para formas mais estruturadas de comunicação graças justamente às redes sociais.

Estou escrevendo meu primeiro ebook sobre isso e pensei em compartilhar em um post algumas reflexões chaves que constituem o ponto de partida do qual tentar identificar estratégias e metodologias específicas  para o blogueiro profissional, a fim de envolver os milhões de usuários que frequentam o Facebook e talvez não tenham no agregador nem mesmo um blog.

rede-social

1. Queda dos comentários nem sempre é indicador negativo

As redes sociais como o Facebook ou Friendfeed só fragmentaram e distribuiram as conversas nos conteúdos (incluindo os dos blogs).

Na realidade, há muito mais agora do que havia alguns anos atrás, e ainda assim dizem que os blogs morreram. A realidade é que o conteúdo dos blogs, sendo distribuído de forma viral e sem controle, é a semente para que novas conversas nasçam livremente em mil lugares diferentes.

2. Não espere, procure-os e chegue até eles

A primeira etapa envolve uma mudança drástica no marketing online atual em respeito a alguns anos atrás: não é mais possível permanecer imóvel esperando que os visitantes entrem pela porta.

É preciso identificar onde o nosso conteúdo gera discussão e interesse, sair e ir até eles.

3. Relevância, sem evidência, não é nada

Se geramos interesse em um navegador que talvez nunca sequer entrou em nosso blog, devemos ser capazes de lhe oferecer mais de uma forma para que continue a nos seguir.

Os posts dos blogs não são mais suficientes infelizmente, pois é fácil esquecer no del.icio.us ou no StumbleUpon blogs super interessantes por causa do excesso de informações e do ruído de fundo.

O problema, então, não é só como criar conteúdo relevante, mas também como não anulá-lo deixando-o à deriva no ruído de fundo.

4. Do profissional ao pessoal

Na verdade, nas redes sociais os aspectos profissional e pessoal não são distintos.

As pessoas, depois de terem sido estimuladas e envolvidas graças a uma informação ou conteúdo, tendem a se aproximar curiosas pela pessoa que escreve. Portanto, além dos posts, torna-se importante a sua atividade vista no todo, a partir da qual você pode criar conteúdos que tenham gerado interesse. Nesta ótica, o todo é determinante:

  • Bookmarks no del.icio.us ou em qualquer outro lugar
  • Seus preferidos no Stumbleupon
  • Seus comentários em outros blogs
  • Seus tópicos nos vários fóruns
  • Seus vídeos preferidos
  • Interações entre suas comunidades dispersas na rede
  • Etc.

5. Do blogstreaming ao brandstreaming

Acabou-se, portanto, a época em que o feed do blog permitia conectar os leitores a nós. Existem muitíssimos blogs, conversas demais para acompanhar, muitos fóruns interessantes, muitas redes… muito se perde pelo caminho e é inevitável.

Devemos ter a capacidade de criar, agregar e oferecer conteúdo relevante de maneira automática através de nossos posts, nossos bookmarks, nossos canais RSS favoritos, nossas intervenções nos fóruns, comentários e permitir que os outros interajam com tudo isso em tempo real.

No ebook tenho a intenção de mostrar como planificar tudo isso no Facebook, quais são as ferramentas que precisamos, como usá-las e como colocar tudo em prática.

Image Credit
Diagrama: Tasosk
Queda visitas: Dennis Owusu-Ansah
Cabeça para baixo: Andres Rodriguez
Social: Noel Powell

Comments

comments